Keiji Inafune e Mega Man Universe: You are doing it wrong

Saudações aos diversionistas.

Tá corrido, por isso a falta de atualizações. Eu sei, já dei essa desculpa diversas vezes, mas é que não tem jeito mesmo. Então, bola para frente. No post de hoje faço minhas criticas sobre que pude ver do material de divulgação do vindouro Mega Man Universe. Vamos nessa.

Há algum tempo atrás, tenho certeza que todo mundo ficou ao menos intrigado com o teaser que anunciava o que será o novo game da série Mega Man. Me refiro a esse video aqui:

O video é bem legal mesmo, com uma bela animação em stop motion e visuais com inspirações “oitentistas”.Houve até mesmo homenagens a outros títulos da Capcom, presenças do Ryu e do Arthur, etc e tal. Até mesmo aquele desenho horroroso da capa americana de Mega Man 1 teve uma ponta no final do video como um personagem. Porém, como todo teaser, o video não dava respostas nem indicações, apenas nos deixou com um monte de dúvidas do que viria a ser o tal Mega Man Universe. As respostas vieram recentmente, com uma sequência de três videos de gameplay, apresentados pelo próprio Inafune:

Há ainda um site da Capcom que explica com mais detalhes como funcionará o jogo. Sinceramente, Não gostei nem um pouco do que vi. A estética misturou mal elementos clássicos com visual tridimensional “cartoonizado”, dando uma impressão de ser um flash game barato da internet. Tirando o personagem e as referências óbvias, mal parece que se vê jogo do Mega Man,a tamanha a falta de personalidade estética que esse jogo apresenta. Também é perceptível a falta de uma direção de arte mais concisa, pois o visual ficou no meio do caminho, já que não consegue ser retrô/clássico de fato, ao mesmo tempo que é muito feio se comparado a games atuais. Comparem Mega Man Universe com New Super Mario Bros Wii ou Sonic the Hedgehog 4, e percebam que faz sentido o que digo. Além disso, ao se misturar armas, inimigos e trechos de fases de games clássicos diferentes sem um critério claro, o que temos como resultado é um game genérico e incoerente. Até o presente momento, Mega Man Universe não se comporta como um jogo, não possui uma unidade em seu design.

Ao invés de criar algo realmente novo, fiquei com a impressão de que Inafune e sua equipe preferiram por produzir uma versão expandida do horrível Mega Man Powered Up, porém com maior foco sobre o editor de fases. Sério, quem é que vai querer jogar esses verdadeiros Frankensteins, com fases, items e inimigos remendados? Até porque esses editores dificilmente permitem que os jogadores insiram seus próprios desenhos ou sons, obrigando-os a trabalhar com as ferramentas previamente impostas. Outra pergunta que fica é QUEM VAI QUERER JOGAR COM O HORRÍVEL MEGA MAN DA CAPA DO NES??? Que p*&% de homenagem é essa? Ok fazer uma piada com ele em um video, mas daí tranformar aquele malfadado desenho em um personagem e inserí-lo em um jogo, é uma decisão deveras sem sentido. Por outro lado, ainda não ficou claro o que Ryu (ou talvez Arthur também) fará no jogo, mas se ele realmente fizer parte do jogo, aí ficará claro que Mega Man Universe não é um game “real” da série, não é um jogo para, nesse sentido, ser levado a sério. Será só um editorzão para brincar de “fazer Mega Man”.

Curiosamente, desde o ano passado Keiji Inafune vem publicamente alertando que o mercado japonês de video games está morrendo, tendo reiterado isso esse ano. Mas pelo visto, ele mesmo não tem feito nada para impedir esse processo. Primeiro Mega Man 10 teve chefes com desenhos roubados de crianças. Depois, para justificar o fracasso de Lost Planet 2, Inafune culpou a falta de gelo no jogo (não estou brincando, olhem a matéria do link). Agora temos dois Mega Mans em produção, sendo um MMO (facepalm) e o outro essa coisa que vocês puderam ver no video do começo do texto. Não tenho como verificar isso, mas acho que se vocês olharem nos fóruns e sites de notícias variados sobre video game, provavelmente perceberão que há uma decepção geral quanto a Mega Man Universe. O teaser gerou grande expectativa, fazendo milhares acreditarem que teríamos um grande Mega Man novo, calcado nos valores dos games clássicos. Não uma versão genérica de Powered Up com esteróides.

Falta de direção

Quando Mega Man 9 foi lançado em 2008, faziam 12 anos que um game da série clássica não era lançado. Talvez para apagar a má impressão deixada pelo terrível Mega Man 8, a Capcom optou por lançar uma versão cujo projeto foi totalmente baseado na estrutura dos clássicos do NES. Paradoxalmente isso foi uma novidade, surpreeendeu a todos, pois não era esperado por ninguém o lançamento de um game com visual e gameplay 8-bits em plena era dos jogos tridimensionais HD. Mais do que uma homenagem porém, Mega Man 9 foi um game novo, com personalidade própria, que com seus méritos e defeitos, é bem feito. Não é melhor que a “trilogia” clássica de Mega Man 2,3 e 4, porém considero Mega Man 9 superior aos demais games da série clássica. Inclusive, quando Mega Man 9 foi lançado, eu defendi o jogo, apontando o preconceito dos rardecores da internet com o projeto retrô do jogo (como se isso fosse um defeito).

O problema é que desde então, parece que a Capcom não sabe o que fazer com a série. Ou lança aqueles joguetes portáteis meia boca (como aqueles montes de Mega Man EXE, ZX, XY e etc), ou fica nessa de homenagem, reaproveitando o passado. Como já mencionei no início do texto, fica a até estranho em um momento ver Inafune publicamente defender uma reação dos desenvolvedores de jogos japoneses, e no outro ele cometendo os mesmo erros que denuncia. Tenho certeza que quando se fala em Mega Man, o que todo mundo quer é um game que se por um lado mantém os valores que tornaram a série o clássico que é (como os chefes carismáticos, alto desafio e ação competente, por exemplo), por outro querem um game verdadeiramente novo. Mega Man 9, por exemplo, deu o primeiro passo nesse sentido, sendo o primeiro game com um chefe mulher, e com algumas mecânicas próprias interessantes, como as armas de Galaxy e Hornet Man, ou as plataformas que lêem a entrada do controle, da fase de Jewel Man. Todavia, todos sabemos que a série poderia e DEVERIA ir além. Assim sendo, de nada adianta em seguida dar dois passos para trás, primeiro com Mega Man 10 e seus chefes idiotas (robô-ovelha? robô-hidrante? Fora os clones de Pharaoh e Napalm Man), ou agora esse Mega Man Universe e suas bizarrices.

Se você pretende salvar a indústria dos games, Infune, você está fazendo errado. Antes de de tudo, deveria se preocupar em salvar Mega Man. Ele merece.

Até o próximo post.

André V.C Franco/AvcF – Loading Time.

21 thoughts on “Keiji Inafune e Mega Man Universe: You are doing it wrong

  1. Caraca mano, eu sou fan boy de mega man ,ler isso me deixou puta triste se este mega man sair pior que algums que sai para ps3 vo acaba desistindo da serie mais po e eu achava que esse ia fazer suceso pq ele ta claramente espirado em games socias ( tipo farville e seu 80 milhoes de player lol ) mais ainda acho que ele tara coisas boas ( a parte de fan num deixa eu desacreditar dele) po capcom por favor num lança mega man sem historia decente pelo amor de deus .

  2. Putz! Eu pensei que daria continuidade a cronologia…com um visual renovado…Não que o MM9 não tenha sido bacana…mas acho que está na hora de olhar pra frente…O teaser me assustou mais do que o gameplay, porém a sensação que dá é de “mais do mesmo”…

  3. nunca gostei de mega man, apesar de ter jogado alguns na minha infancia, e realmente nao lembro quais foram. Onde mais vi o mega man foi no crossover Marvel vs Capcom.. Aí tava pensando agora, pq nao fazer um jogo nos moldes daquele personagem, mais expressivo, mais carismático, com arma mais poderosa e em plataforma? pq sempre tem q ser aquele robozinho mirrado, e agora anorecsico? acho q seria legal, até mesmo os mega man dos arcades, conhecidos como rock man em diversos emuladores, em um jogo plataforma seria ideal tb… Se teve algum jogo assim, plataforma com um megaman mais imponente, agressivo e expressivo, ignorem o que eu digo, mas nunca vi nada relacionado.
    Abraço a todos!

  4. Creio que não se deve levar esse jogo lá muito à sério (tipo, como um “novo clássico” ou “um dos maiores clássicos da série”). Porém numa dessas sai um jogo divertido, vai saber. Ou alguém aí acha que esse vai ser tão ruim quanto aquele jogo de futebol lançado há uns 15 ou 16 anos atrás?

    E o Sonic 4 pelo jeito vai dar uma melhorada. Já mudaram os sprites de corrida – deixando-o um bocado mais rápido – e no último trailer vi bastante elementos do primeiro Sonic de 1991. Agora só falta botarem olho preto no bicho de novo, e fica perfeito!

  5. Infelizmente estão acabando com uma das séries mais respeitadas e de maior longevidade no mundo dos games! Tenho saudade dos games da série X, que considero as melhores! Se bem que o 7 foi uma desgraça… aff será que é tão difícil assim fazer um game bom de verdade? Pelo visto deve ser, porque essa tranqueira que estão fazendo chega a me dar nojo de tão ridículo que é.

  6. avcf, avfc…. Cê tá julgando Megaman Universe de forma um pouco precipitada…. Além disso, os chefes da série Rockman, nunca foram ”roubados de crianças” como você afirmou. Caso você não saiba, em várias ocasiões, ocorreram concursos, onde os fãs mandavam seus desenhos de novos chefes, que poderiam se tornar chefes oficiais dos games se escolhidos…
    E tenho certeza de que chamar as séries .EXE, ZX e etc de ”joguetes meia boca” foi uma decisão tomada a partir de suas próprias idéias, e não baseados em fatos concretos.

    Comentário do AvcF: Fabricio, sei muito que a Capcom realizou concursos do tipo “desenhe seu chefe”, mas isso foi lá para idos de 1992,93. Por isso que disse que em Mega Man 10, um game de 2010, “roubou” desenhos de crianças, porque os designers preguiçosos reaproveitaram material amador de anos atrás. Portanto, não quis dizer roubo no sentido literal. Quanto aos do DS, eu os joguei, e comparado aos melhores da série clássica e X, considero sim esses games portáteis meia boca.

    Sobre Universe, sim é precipitado (já que o jogo não saiu ainda), porém analiso aquilo que vi no momento, sem medo de errar depois. Se de repente Universe sair um puta jogo, eu direi isso aqui. Todavia, pelo o que os videos de gameplay mostram, somados a minha experiência e o modo como vejo video games, o resultado me parece que será o que disse no texto.

  7. Você não está com dor de cotovelo porque Mega Man Universe não vai sai para o Wii?
    E eu achei bacana a ideia de poder jogar com o “Mega Man tosco da capa americana”…

  8. KKKKKKKKKKKKKKKK Nunca pensei que fosse viver para ler uma tosquice dessa: ”Você não está com dor de cotovelo porque Mega Man Universe não vai sai para o Wii?
    E eu achei bacana a ideia de poder jogar com o “Mega Man tosco da capa americana”… Avcf já vi que tem mau gosto pra tudo no mundo mesmo… Graças a Deus que esse atraso de vida não vai ser lançado para o Wii isso sim!

  9. É bastante comum hoje em dia,que alguns jogadores tenham um péssimo hábito de ridicularizar um jogo,porque esse jogo não vai ser lançado para o console que esse jogador possui.

    E Mega Man Universe me parece ser uma piada com a série.Uma piada no bom sentido é claro.Qual o problema com o “Mega Man tosco”?Qual o problema da Capcom brincar com episódio que ficou marcado na história da franquia?

  10. Uhm… Eu comecei a jogar MegaMan (ou RockMan…) no SNES com MegaMan X e RockMan & Forte, e continuei com as (poucas) versões de Saturn e GBA (série Zero). Ou seja, eu não peguei a parte clássica… o que já me faz não curtir nem um pouco esse estilo 8-bits.

    Por outro lado, concordo plenamente que a Capcom simplesmente não sabe o que faz com a franquia, lançando coisas que parecem muito mais com produtos da Midway do que com o que se espera de um… Capcom.

    Também não estou vendo com bons olhos esse novo MegaMan Legends…

    É verdade, o mercado de videogames no Japão está morrendo… começou pelos arcades (isso porque o mercado deles é praticamente controlado pelas empresas locais sem chance para concorrência externa). E a culpa não é do consumidor.

  11. Claramente faltou em Megaman Universe, como você mesmo disse, uma direção mais focada. Também não gostaria que aparecessem com mais um game 8-bit, pois é uma fórmula que já foi utilizada e não dá pra reviver apenas dos clássicos.

    Acredito que se o game design fosse melhor sucedido, melhor produzido, teríamos um resultado tão impressionante quanto foi o visual do Kirby’s Epic Yarn, incrivelmente original e forte!

    Só não concordo em dizer que jogos como Megaman Battle Network é um “joguete”, pois o mesmo (nas versões para GBA) representou um outro caminho para a série, muito interessante por sinal, com um visual bem trabalhado, diversas referências, um estilo de jogo casual, mas sem perder o entusiasmo.

  12. Tô começando a achar que malhar o Mega Man Universe (não que isso não tenha lá seu fundo de razão, claro…) seria como malhar o Super Mario Kart por ele não ser na mesma linha do Super Mario World. Tudo bem, creio que viajei bonito nessa afirmação. Mas vai saber também…

  13. Pelo que entendi, Inafune quer fazer um “Megaman meets Little Big Planet”, devido ao foco na criação de cenários e “customização” dos personagens. Logo, achei o fato de você criticar os cenários genéricos um pouco incoerente, pois, se o que disse acima estiver certo, a diversão do jogo estará dependente da aceitação do público e da qualidade de suas criações. Como o foco agora é diferente, é difícil comparar os cenários criados com os cenários “temáticos” das edições originais.

    Contudo, concordo com você no fato de o visual atualizado combinado com a jogabilidade e movimentação dos 8 bits deixam o título sem uma identidade própria. Isso realmente ficou muito estranho!

  14. Já que o assunto aqui é Capcom, AVCF, faz um texto sobre Goof Troop do SNES pra nós!

    Adoraria ler sua opinião!

    Comentário do AvcF: rapaz…esse jogo era bem legal, mas faz tanto tempo que joguei que precisaria rejogar para ter uma noção melhor.

  15. Só uma curiosidadezinha, AvcF: também não curte Rockman & Forte (ou Megaman & Bass) pelo jeito, não é?

    Comentário do AvcF: olha, Rockman & Forte está longe dos melhores Mega Mans, mas é um jogo razoável. A Capcom pegou alguma coisa que funcionava do pavoroso Mega Man 8 e fez um jogo melhor.

  16. Sim, foi exatamente por isso que perguntei. visto que o jogo foi “inspirado” (pra não dizer “chupado geral”) em Rockman 8, sempre estranhei que o mesmo fosse aclamado pelos fãs e imprensa em geral de uma maneira que o Rockman 8 não é, por exemplo.

  17. Hahaha, boas novas AvcF: o Inafune saiu da Capcom e Mega Man Universe foi cancelado.

    Estoura um espumante aí pro povo! 😀 😀 😀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.