Xenoblade, Joystiq e o ridículo

Saudações aos intimistas.

Pois é, realmente acho que a reputação da Nintendo of America deve estar no fundo do poço. Como disse há uns posts atrás, simplesmente não vejo sentido em não lançar um game como esse nas Américas, ainda mais com a falta de lançamentos que aflige o Wii atualmente. Bom, darei meus centavos sobre o que está acontecendo logo após o link. Vamos em frente.

No último dia 19 o game Xenoblade Chronicles foi lançado na Europa (e será lançado em setembro na Austrália), mais de um ano após o lançamento do original japonês. O excelente trabalho de localização da Nintendo of Europe ainda incluiu dublagem em inglês (além de ter mantido o audio japonês como opicional), legendas em alemão, espanhol e francês, sem contar edições especiais que incluem um controle Classic Pro vermelho, art book ou cd com trilha sonora. Com tudo isso, o resultado natural foi uma grande procura por parte dos jogadores europeus, a ponto de , por exemplo, o jogo ter alcançado o topo dos items mais procurados no Amazon France. Por outro lado, vários reviews foram publicados assim que o jogo saiu, com todos atestando a qualidade acima da média e até mesmo alguns críticos apontando Xenoblade como o melhor RPG da geração.

Enquanto isso qual é a reação da Nintendo of America? Bem, nunca uma foto fez tanto sentido:

Se o Reggie fosse ruivo e tivesse os olhos tortos, acho que ele seria o cara perfeito para aparecer nas capas da revista MAD do lugar do Alfred E.Neuman, com aquele bordão clássico “Quê? Eu me preocupar?” Porém o grande problema que o obtuso presidente da NoA e seus diretores ignoram é que hoje em plena era da internet as coisas funcionam muito diferente do que era nos anos 1980 e 90, quando a NoA decidia que jogos queria trazer e ninguém podia questionar. Pois agora os jogadores podem, e a pior coisa que uma empresa pode fazer é irritar seus clientes. Como a Nintendo simplesmente deu de ombros para a campanha dos jogadores americanos (se lembram do Project Rainfall?), então agora o negócio é simplemente hackear o console para rodar games europeus.

E é aí que chegamos ao ponto mais ridículo da história, pois a demanda pelo jogo é tão grande que até mesmo um portal expressivo como o Joystiq publicou um tutorial para ensinar como se modifica o Wii americano para rodar games europeus, como Xenoblade Chronicles. Percebem o bizarro disso tudo? Vocês conseguem imaginar, por exemplo, a Apple se recusando a lançar um iPhone novo nos Estados Unidos após ter lançado no Japão e Europa? E ainda por cima se recusando a fazê-lo mesmo depois de reiterados pedidos de seus clientes? Nem naquelas anedotas de português esse tipo de atitude faria sentido, quanto mais no competitivo mercado de video games dos Estados Unidos.

Mas não foi apenas o Joystiq, fóruns como Neo Gaf e outros também estão cheios de manhas para todos aqueles que estão afinzões de mandar uma banana para Reggie e sua turma. Afinal, se eles não se importam com jogos que os jogadores querem, os mesmos jogadores também não se importam em mandar uma mensagem dizendo “F%^&*-se, jogo o europeu, então”. Os leitores de sempre do blog sabem que minha posição sem foi e sempre será contra a pirataria. Porém tenho que ser sincero em admitir que me deu uma baita vontade de comprar de comprar uma cópia inglesa e um cartão SD. Se bem que a essa hora um monte de gente já deve ter feito isso, afinal o “incentivo” da NoA é enorme.

Incrível como uma empresa como a Nintendo consegue em tão pouco tempo e sozinha mudar do vinho para água. Quando se chega ao ponto de ter sites e jogadores se juntando para modificar seu console, é porque sua credibilidade foi para o espaço. Já está ficando ridículo. Depois do Joystiq, quem mais vai publicar esse tipo de coisa até a NoA se tocar e fazer algo a respeito? Ou será que eles nem se importam mais em meter o nome da empresa na lama?

Repito o que disse no post anterior sobre esse assunto; não entendo mais nada.

AvcF – Loading Time

12 thoughts on “Xenoblade, Joystiq e o ridículo

  1. Engraçado como as coisas mudam. Todos lembram da arrogância da Sony no início do PS3, o console com preço irreal e escassos jogos. Conforme a geração foi passando ela foi aprendendo que não é o consumidor que deve servir a eles e sim o contrário. Agora com vários cortes de preços e ótimos exclusivos virou a mesa e se vê sendo uma das plataformas preferidas dos gamers (lembra que ela era a lanterninha?). Já a Nintendo, depois do lançamento desastroso do 3DS e essa palhaçada de localização ausente para os EUA, a única salvação é arrebentar com o WII U. Por isso que eu ainda acredito que nada nessa vida é permanente. Tudo pode mudar de uma hora para outra. Os fracos podem fortalecer-se e vice-versa. Amém.

  2. Alfred E.Neuman, LOL!
    Todos já ouvimos falar de problemas de região em todas as gerações mas isso é ridículo!
    É muito absurdo, beira o surreal.Sera que alguem lá sabe o quanto de dinheiro eles estão perdendo?Não só com esse jogo por que ao irritar o consumidor ele inevitavelmente vai migrar para outra plataforma.

  3. Sacanagem da NoA…mas a nintendo ta sabendo legal como nao ganhar dinheiro ultimamente.
    Vide o 3ds com uma redução grande no preço.

  4. por isso que eu digo, pirataria é essencial. tem de fazer parte do ecosistema.

    pena que vc (nem ninguem) consegue uma boa explicação pra eles não terem lançado na américa… acho que foi descrença no sucesso mesmo.

  5. Eu de uns tempos pra cá desanimei totalmente de jogos gravados por conta dos problemas e tal, tanto que falei que meu próximo console será bloqueado, mas ultimanente ando pensando em ter um destrave só por conta de região, ae eu compro o original independente de onde o jogo sair. E sério mesmo que também não to conseguindo entender muito bem a Nintendo de uns tempos para cá, o que é uma pena mesmo.

  6. Você ainda está “pensando” em fazer Avcf? Eu já teria feito a MUITO tempo sem pensar 2 vezes!! Uma coisa é vc comprar um disco pirata e, outra, é você comprar um ORIGINAL de outro país porque você é legalmente proibido por ser “americano” (faz algum sentido? Não, realmente não faz)

    Eu amo RPGs, e Xenoblades, pelo que eu tenho lido, realmente vale o ingresso… E agora que o Wii está bem fraco de lançamentos, traze-lo seria uma ÓTIMA notícia! Ninguém está entendendo nada. Me lembrei agora no tempo do Saturn quando os donos hackeavam a região do console para poder jogar os jogos japoneses, já que a Sega se recusava a lançar pelo menos a metade dos lançamentos japoneses para o ocidente…

    Mas acho que o mais chocante é a visibilidade que esse problema alcançou. Um tutorial de desbloqueio num site do nível da Joystiq!? WTF? Espera, já chegou nesse ponto!? BigN, acorda!!!

    Mudando um pouco de assunto, também não consigo entender porque a Nintendo quer tanto prorrogar o lançamento de Skyward Sword que, não tenho dúvidas, já poderia ter chegado aos seus fãs a muito tempo.

  7. Uma das maiores cagadas que já vi a Nintendo fazer até hoje, me expliquem como que um console que está sem lançamentos de destaque desde janeiro deste ano pode ficar sem um game desse porte nas américas? Ainda + o game já estando localizado e pronto, é a mesma coisa de vc estar com uma mulher linda nua na sua frente pedindo para fazer sexo e vc se recusar, realmente eu NÃOINTENDO isso, Reggie se existe uma bunda que merece ser chutada é a sua!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.