Xbox One e a conferência mais constrangedora do ano

Saudações aos leitores.

Não preciso gastar muitas palavras sobre a conferência da Microsoft que anunciou seu novo console, o Xbox One (mas não o terceiro console da Microsoft? What the fuck?), quando um video resume de forma definitiva:

Quanto ao console, bem o que dizer de uma máquina que cobrará jogadores para usar jogos usados, terá instalação obrigatória para todos os jogos, incompatibilidade com toda a biblioteca do Xbox 360, o patético Kinect obrigatório para usar as funções do sistema operacional além de um monte de palhaçadas que nada tem a ver com jogos. Caramba, a conferência foi tão ruim que a Microsoft recorreu até a aplausos falsos. Baixo nível é isso aí.

A coisa foi tão feia que o Xbox One já tem até seu giant enemy crab, no caso atual o desengonçado cão-soldado do próximo Call of Duty:

A reação foi tão negativa, que até mesmo as ações da Sony subiram, ao passo que as da própria Microsoft caíram. Wow, isso que é cagada. Cacetada, depois dessa batatada toda, até o Wii U ficou mais atrativo. Ah sim, e antes que me esqueça, o design do aparelho é horrível. Não à toa está sendo comparado aos antigos aparelhos de VHS e Betamax.

É…apertem os cintos, amigos, que a próxima E3 promete ser divertida. Parabéns aos envolvidos.

AvcF – Loading Time.

13 thoughts on “Xbox One e a conferência mais constrangedora do ano

  1. Horrível. Eu nunca considerei investir num Xbox porque os exclusivos do PS3 me interessam mais, mas os rumos que tudo isso ta tomando so faz a gente querer parar com games. Nunca vi os videogames se preocupando com tanta besteira, acessar internet, comunidades ,gravar vídeos, facebook, mudar canais de tv. Videogame é pra jogar jogo.

  2. A Nintendo vai aumentar as vendas não pq o Wii U é um console maravilhoso, mas por incompetência das concorrentes huahua!!! A conferencia da M$ fez a esquisita da Sony ser a melhor apresentação de VG da historia kkkkkk!!! Estou cada vez mais decidido a comprar um Wii U nessa geração. Rodará games usados, tem retrocompatibilidade, e é focado no que realmente interessa nesse universo, os jogos. Desde o GameCube a Nintendo vem deixando vem deixando claro que as outras funções são apenas atrativos legais, não a principal função do aparelho.

    O pior é que a M$ teve com tudo na mão pra ter não só a melhor apresentação, como o melhor console, pois as concorrentes saíram na frente, ela conhecia o novo mercado, as especificações dos aparelhos, tinha nas mãos as experiencias e reações dos consumidores, sabia como reagir, mas ao invés de impressionar, fez a maior “cagada” da historia dos games!!!!

    A situação ta tão feia a ponto de muitos considerarem o Wii U a melhor opção entre os 3 huehue

  3. Eu não vi a apresentação, então não posso falar dela especificamente… mas eu sinceramente fiquei surpreso com a reação das pessoas. Não que eu tenha achado tudo um máximo, mas sério que ninguém esperava por isso? Hardware parrudo, Kinect melhorado, central multimídia, falta de retrocompatibilidade… a Microsoft tá nessa levada já tem muito tempo. O que foi realmente ruim é o treco de ter que conectar uma vez por dia e a taxa em cima dos usados, mas que são coisas que a empresa pode retirar depois quando ver que está afundando as vendas do console.

    1. Exatamente Rafa, todo mundo esperava isso, mas também esperava ver jogos, foi ai que ficou a decepção. Cadê os grandes lançamentos e exclusivos que prometeram. Se era pra anunciar dessa forma, podiam ter esperado a E3 que ta tão perto de acontecer. Por outro lado, a M$ pode estar querendo usar o tempo da E3 pra mostrar os jogos, e falar menos do console e do fator multimídia, que foi apresentado ontem. Vamos acompanhar!!!

      1. Pois é, mas já tinham falado que jogos mesmo só na E3, que aliás tá aê batendo na porta. Longe de mim querer defender a Microsoft (ou qualquer outra empresa), mas as vezes tenho a impressão que todos os jogadores viraram adolescentes chatos, de tanta reclamação que tá rolando.

      2. Sim, esse lance da falta/ausência total de retrocompatibilidade é o cúmulo do absurdo. Já que, segundo a própria Microsoft, a meta é “integrar todos os meios e bla, bla, bla…” porque deixar a retrocompatibilidade totalmente ausente? Poxa vida, o PC que eu tenho aqui roda VCD, vejam vocês!!! Pior que isso só mesmo esse lance de não poder usar a mídia em consoles que não sejam os seus – VÁ CAGAR, MICROSOFT!!

        Quanto ao controller… bom, esse sim eu acho que numa dessas melhorou de fato.

  4. À medida que os consoles se tornam nada mais do que meros PCs configurados pra jogos, é preciso dar algum diferencial. A MS deu foco total no lance de ser um media center. A Nintendo é capaz de ter sido a unica a dar foco no gaming mesmo, com o controle novo.

    Mas eu não tive essa impressão ruim do XBox que a maioria teve. Embora ele vá rodar todos os jogos que os gamers hardcore querem, eles estão focando no publico maior, e acho capaz dele se sair bem porque como media center não pareceu nada mal.

  5. Ééé… de fato achei que, pelo menos nas duas gerações anteriores (o primeiro Xbox de 2001 e o Xbox 360) a Microsoft merecia SIM levar a dianteira (no primeiro caso não levou, infelizmente). Mas não tem jeito: tô achando que dessa vez a Sony sai na frente de novo.

    Quanto ao design: o finadérrimo Philips CD-I manda lembranças…

  6. É inegável que a apresentação do novo Xbox foi horrorosa, o nome confundirá os consumidores tanto quanto o Wii U. Mas se engana quem já da como certo que a Sony vai adotar uma postura muito diferente da Microsoft com o PS4. Ainda está muito nebuloso e a Sony não anunciará qualquer aspecto negativo como os do Xbox One durante a e3. E nas entrevistas a Sony tem sido bem vaga em suas afirmações, nada é negado ou confirmado com firmeza.

  7. A MS foi bastante sincera e clara: ‘Não quero mais brincar de consoles.’
    É difícil entender?
    A MS pode se dar mal com esse aparelho, um media center não é o que o povo realmente quer e…
    Esses projetos megalomaníacos de media center nunca deram certo, por que daria agora?

  8. O que mais me incomoda é que a Microsoft tem dinheiro e tempo de sobra pra continuar fazendo esses shows horrorosos, e muito marketing, a ponto de ter retardados que comprem essa merda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.