Reimaginando games

Saudações aos carcamanos.

No post de hoje falarei um pouco sobre o divertido processo de reimaginar games antigos, como forma de exercitar os preceitos do game design. Cliquem e vejam.

Para início de conversa, o que seria “reimaginar” um game? Aos mais espertos, é exatamente o que vocês estão pensando, trata-se de dar uma nova imagem a algo já existente. Ou seja, trata-se apenas de um sinônimo da velha e conhecida imaginação, que as pessoas costumam confundir o conceito. Sim, muitos acham que imaginar ou ter imaginação é um processo de criação de algo absolutamente inédito. Mas vejam o que diz o nosso amigo Michaelis:

7 Psicol Utilização construtiva, embora não necessariamente de feição criadora, de experiências perceptivas anteriores; reorganização de elementos dessa espécie.”

Portanto, pegar algo já existente e dar-lhe uma nova construção estética, pode ser algo tão criativo quanto o exercício tradicional de imaginação. E por que estou dizendo isso tudo? Apenas para lhes contextualizar do processo que contarei aqui no post. Como puderam perceber, aí em cima há um antigo game de Atari 2600, chamado Snoopy and the Red Baron, lançado no longínquo ano de 1983 (não riam, nasci naquele ano). Em uma recente missão acadêmica (vulgo trabalho merda de aula), eu e alguns amigos ficamos encarregados de capturar um game de Atari 2600 e reimaginá-lo, dando-lhe assim um novo significado.

Indo direto ao ponto agora, abaixo um videozinho do jogo para vocês (quem não conhece o jogo, no caso) terem noção do gameplay:

Como tudo da era Atari, o game era simples e direto: uma batalha aérea do jogador/Snoopy contra o computador/Barão Vermelho. Pois bem, foi aí que eu e amigos subvertemos a temática original do Snoopy, avançamos umas décadas no tempo e o resultado foi este:

Em “Defend the Tower!” cabe ao jogador (representado pelo avião azul) defender as torres presentes no cenário do avião do terrorista. Caso o jogador tome muitos tiros e seja abatido, o terrorista derruba uma torre com um ataque suicida. Se as três torres presentes no cenário caírem, o jogo acaba. Sim, trata-se de uma óbvia brincadeira com o atentado de 11 de setembro. A tela de game over não deixa dúvidas:

O jogo está sendo feito em Flash, portanto não tenho como postar um gameplay animado para vocês. Mas baseado naquilo que era o Snoopy, vocês podem ter idéia de como funciona. Ou seja, uma luta direta entre jogador e computador. Mais uma amostra do trabalho sendo feito:

E quanto a vocês, jovens mancebos (se houver audiência feminina nesse blog, manifestem-se), já tiveram idéias parecidas? Ah sim, quando o jogo estiver finalizado e publicado na internet, eu passo o link para ustedes. Podem me cobrar posteriormente.

Até o próximo post.

André V.C Franco/AvcF – Loading Time.

2 thoughts on “Reimaginando games

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.