Obrigado, Baer! (1922-2014)

Saudações aos leitores.

Infelizmente foi noticiado ontem a morte do brilhante engenheiro e inventor Ralph Baer, também chamado de “pai dos video games”, por ter sido um dos desenvolvedores do primeiro console da história, o Magnavox Odyssey. Para vocês entenderem melhor o que foi esse console, vejam esses comerciais da época:

Óbvio que tudo parece primitivo e até engraçado, mas afinal era um começo, o desafio foi enorme. Para vocês terem uma idéia melhor, sugiro lerem o livro Ultimate History of Video Games, lá há toda a história da criação do Odyssey e de como Baer chegou ao console final. Ainda sobre isso, aproveito para resgatar um trecho que uma coluna que escrevi sobre a história dos video games para outro site, tratando justamente de Baer e sua criação. Aproveitem.

O primeiro console

Ralph Baer era um engenheiro especializado em televisões que trabalhava em uma empresa militar chamada Sanders Associates. Ele tinha a idéia de inserir jogos nos aparelhos de TV como um meio de criar algo inovador. Baer trabalhou quinze anos nesse conceito, até que em 1966, durante uma viagem de ônibus, esquematizou um projeto em quatro páginas para o novo aparelho. Com a ajuda do amigo Bill Harrison, ele superou o primeiro desafio: criar um meio de transmitir o sinal do protótipo para a televisão. Com uma sacada genial, ele usou a entrada de antena para transmitir o sinal aos canais três e quatro do receptor, o que acabou se tornando o padrão nas três décadas seguintes (quem não se lembra da famigerada entrada RF?). A jogabilidade foi criada através de um sistema que transformava um quadrado vermelho na tela em azul via movimento de uma alavanca. Baer apresentou o projeto para sua empresa, a qual recusou prontamente. Apesar da negativa ele não desistiu.

Ele chamou o engenheiro Bill Rusch para participar do projeto e a idéia seguiu em frente. Foi desenvolvida também uma arma de brinquedo que atirava em pontos fixos na tela, mais tarde evoluindo para o Shooting Gallery, o primeiro jogo de tiro da história dos videogames. O conceito do “quadrado que mudava de cor” foi evoluindo até uma espécie de ping-pong ser criado e, para melhorá-lo, foram feitos alguns overlays (cartões plásticos colocados sobre da tela da televisão) que simulavam um campo de futebol, um rinque de hóquei no gelo, entre outros temas presentes nos jogos que foram lançados posteriormente. O protótipo foi apelidado de Brown Box, e em 1971 Baer procurou as principais fabricantes de aparelhos de televisão da época e, após meses de negociação, acabou fechando contrato com a Magnavox e, no ano seguinte, o Magnavox Odyssey 100 foi lançado nos Estados Unidos.

O console foi bem em seus primeiros meses de existência, chegando a marca de 100.000 unidades vendidas em um ano, porém caiu rapidamente e logo ficou esquecido devido a suas limitações técnicas e um boato que o aparelho só funcionava bem em televisões da própria Magnavox. Décadas mais tarde, Ralph Baer foi condecorado pelo presidente americano George Bush com a Medalha de Tecnologia de 2004, e em 2008 recebeu o primeiro de pioneiro dos video games.

————————————————————————————————————————————————————————————————–

AvcF – Loading Time.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.