O que podemos esperar de New Super Mario Bros Wii?

Saudações aos esquálidos.

Nessa altura do campeonato já estamos bem próximos de um dos lançamentos mais aguardados desse fim de ano (pelo menos para mim), New Super Mario Bros Wii, o primeiro game Mario bidimensional desde 1995, quando foi lançado Super Mario World 2: Yoshi´s Island. Incrível como somente agora parece que estão acordando para esse jogo (que foi bastante subestimado na E3 desse ano). Mas será exatamente sobre isso que falarei nesse post, e sim tratarei mais sobre o game em si, o que esperar dele como experiência de jogo. Quero falar também um pouco sobre game design, baseado no que já li e vi do jogo até o momento. Vamos em frente que vocês rapidamente pegarão o espírito da coisa.

Durante a E3 2009, no meio daquelas apresentações todas, demonstrações tecnológicas e showzinhos pega-rardecore, houve uma novidade que a princípio pegou a todos de surpresa: New Super Mario Bros Wii. Foi um estranhamento geral. Alguns se perguntavam se era um port da versão DS, outros ainda estranhavam mais o anúncio de um game 2d no meio de uma era em que shaders, contagem poligonal e filminhos as vezes são mais importantes que a qualidade e a diversão de um game. Cheguei até a ver comentários na internet de pessoas fazendo pouco do jogo por sua herança com a versão DS. Mas acho que as pessoas começaram a se dar conta do potencial do game e de como aquilo poderá ser umas das experiências mais divertidas dessa geração. Isso ocorre por um motivo simples. NSMB Wii é Mario em estado puro.

Mas o que isso quer dizer exatamente? Bom, Mario não se tornou o símbolo dos videogames devido ao que representa o personagem, mas sim por ter reinventado o gênero dos jogos de ação, criando a alcunha “jogo de plataforma”, termo plenamente utilizado até hoje (esse termo é errado por definição, mas isso seria assunto para um outro post). O ritmo, a mecânica, a construção e disposição dos elementos de jogo (bem como toda fantasia do Reino dos Cogumelos) contribuem para uma experiência rica. Um game só faz sucesso e conquista os jogadores quando essa riqueza é gerada, e isso acontece na forma de um game design orgânico, que por sua vez é a junção harmônica e natural dos elementos descritos acima.

Um game comum não carrega uma interatividade real, sendo apenas reativo, ou seja, reagindo mecânicamente aos comandos do jogador e dando respostas simples e objetivas. Já os games acima da média e os clássicos têm o game design orgânico, já que toda a experiência envolve o jogador de tal maneira, que até a fantasia contida nos jogos parece natural. Assim a experiência se torna verdadeiramente interativa, pois há uma reflexão entre os processos de ação e reação. É nessa categoria que estão os melhores games Mario.

Digressões a parte, para quem não tivesse o julgamento predisposto, foi fácil desde o início ver o enorme potencial que NSMB Wii tem. Mas o grande chamariz do jogo até o momento parece ser mesmo a inclusão do multiplayer à experiência de jogo, o que gerou um enorme desafio para a equipe de design. Pois, uma coisa é colocar um modo a parte, outra é o projeto todo ser centrado nesse aspecto. Gostei bastante dessa decisão, pois é o que gerará realmente conteúdo novo ao jogo, algo bem mais relevante que as roupinhas novas. Além disso, todo o layout das fases e level designs foram pensados sob esse aspecto, como os vários videos já publicados mostraram bem (e notem também as reações das pessoas nos videos em que é possível vê-las jogando). Se não houver um alto grau de capricho por parte dos designers por todas as fases do jogo, acontecerá um desequilíbrio em cadeia que matará a diversão da partida. Ou seja, espaços de menos em alguns lugares e de mais em outros, desequíbrio na distribuição e localização dos items e dos inimigos, dificuldade irregular e curva de aprendizado idem. Do que vi até agora, tudo isso parece ok, mas ainda a coisas que me geram algumas dúvidas.

Algumas preocupações

Pois é, não considero que tudo esteja perfeito ainda. Por exemplo, uma coisa que vi sendo muito repetida em entrevistas, hands on e afins é que o jogo está difícil. Li muito esse papo de que “o jogo está muito difícil” aqui e acolá, e até alguns rardecores por aí já andam achando que o jogo “é para eles”. Isso me preocupa em certo grau, pois Mario não ter que ser “difícil”, tem que ser “divertido”. Claro que os games clássicos têm seus momentos desafiantes (geralmente as fases finais sempre são complicadas – oitavo mundo do Super Mario 3 que o diga), mas terminar Mario nunca foi exclusividade dos uber viciados. Também vi alguma comemorações dessa suposta dificuldade devido ao novo recurso “Super Guide” (cheguei a falar disso em um post antigo).

Falando dele, eu gostei desse recurso, pois não é apenas um videozinho tutorial youtube like, o jogador tem certo controle sobre isso e pode inclusive desligá-lo a qualquer momento e prosseguir sozinho o restante da fase. Para quem não tem clareza sobre como funcionará o Super Guide, eu explico. Após o jogador morrer oito vezes (sim, achei um exagero), um bloco do SG aparecerá e assim o Luigi tomará o lugar do Mario e o jogo controlará sozinho o personagem pela fase em que o jogador está passando por dificuldades. O SG não revelará caminhos nem moedas secretas, apenas fará o básico para passar o estágio. Agora, se o problema do jogador foi um trecho em específico, após o o computador fazer o serviço sujo, o jogador pode desabilitar o recurso e terminar o resto sozinho. Nice. Mas voltando rapidamente a falar sobre a dificuldade, que dureza é uma fase que mata um jogador oito vezes, hein? Eu por exemplo acho que nunca precisei de tantas tentativas para passar de qualquer estágio que fosse em todos os Marios que joguei. Claro que há pessoas com diferentes níveis de habilidade, mas oito vidas é mais do que o suficiente para qualquer um se frustrar bem antes de qualquer ferramenta de ajuda entre em ação. Além que isso pode ser um indício que a dificuldade foi exagerada para forçar o uso do SG.

Outro ponto importante que ainda não tenho certeza em relação a NSMB Wii é a sua originalidade. Ou seja, o que o jogo apresentará de novo em termos de inimigos, temas e situações de fase. Isso ainda não está muito claro para mim. Houve toda uma preocupação em balancear a herança da versão DS com o retorno de elementos consagrados como o Yoshi e os filhos do Bowser, mas estou curioso de verdade para saber o que há de novo nos mundos de jogo. Acho que só saberei mesmo quando tiver o jogo em mãos.

Finalizando…

Acho que acabei extendendo o post um pouco, acho que foi devido a vontade que tenho de jogar um game novo 2d do Mario. E vocês, o que estão achando de NSMB Wii? Sentem falta de um Mario no estilo clássico?

Abraços e até o próximo post.

André V.C Franco/AvcF – Loading Time.

18 thoughts on “O que podemos esperar de New Super Mario Bros Wii?

  1. Cara… mario é mario. Ponto.
    Porém… sou absolutamente louco pelo Mario 64. Lembro de ficar absolutamente insano quando vi a possibilidade de surfar no casco! Agora… confesso que estou bastante empolgado com este novo mario.. sem dúvida alguma o Multiplayer na fase é algo que sempre sonhei! Se a nintendo conseguir fazer um desafio a altura de 4 jogadores ao mesmo tempo.. a coisa promete!

  2. Vai acontecer o seguinte: quando o jogador perder a 4ª vida, ele cometerá suicídio deliberado (redundância! :P) nas outras 4 até o Super Guide ficar disponível, salvo se for um perseguidor de achievments – parece que vai rolar outro final pra quem não usar o Super Guide, não?

  3. Eu quero um Wii só para jogar o Novo Mario!!!!! Se quiserem trocar mario por Yoshi, Browser ou Sonic, podem fazer. Só me entreguem a mesma jogabilidade (melhorada por que não?) dos antigos Marios.

  4. É agora que te chamam de nintendista cara uahauau.

    Quanto ao post, eu tenho o mesmo receio que você tem quanto ao jogo.
    Fico me perguntando se será apenas um port do DS com multiplayer mais avantajado.Isso me decepcionaria um pouco, pois tenho vontade de um autêntico Mario no Wii, exclusivo, como os em 3D são.

    Quanto ao Super Guide, também acho que 8 foi um número um tanto exagero.Uns 5 tava bom.
    Mas acho que muita coisa ainda vai rolar e muito “rardicocori” vai piar dizendo que os games estarão perdidos e fáceis demais no futuro.

    Então, como você bem disse, somente com o jogo em mãos teremos um julgamento concreto.

  5. Ih cara, nem ligo, só me divirto com essas cascatas. Até hoje dou risada quando lembro de um seguista revoltado que disse que “além de nintendista você (ou seja, eu) é doido”.

    Sobre o que você se pergunta, pode sossegar, não se trata de um port da versão DS. Até onde li e vi sobre esse jogo, o que está está lá é novo, não vamos rejogar nada do que já esteve no DS.

    Os rardecores sempre acham que os games estão fáceis demais, mas dificilmente os exploram a contento. Muitos dos que dizem que NSMB DS é fácil e sem desafio não chegaram nem perto de coletar todas as moedas especiais, por exemplo.

  6. [rardcore mode on]

    Ei! Cadê o 3D? Cadê o sangue? Cadê o Deathmatch? Cadê as cutscenes? Esse jogo será uma porcaria!

    [/rardcore mode off]

    Eu acho que pouca atenção dada ao NSMB Wii se deve, entre outros motivos, aos tão alardeados controles de reconhecimento de movimentos da M$ e da Sony que foram apresentados e que chamaram bastante a atenção (se farão sucesso frente ao Wii e à Nintendo quando forem lançados é uma outra história).

    Bom, vamos ver se NSMB Wii será mais um sucesso na história do Mario, do Wii e da Nintendo.

    Com o estrondoso sucesso do NSMB do DS (e devido aos nomes muito semelhantes é compreensível que tenha gente que ache que o novo jogo é simplesmente um port da versão DS) creio as expectativas da Nintendo sejam grandes.

  7. Definitivamente o unico jogo do wii que presta em todo ano, esse vg seria a pior coisa inventada relacionada ao entreterimento se naum fosse esse “novo” jogo do mario.

  8. @Leandro

    Nossa cara, se o Wii é o pior console já lançado, então Virtual Boy, Jaguar, Saturno e outros foram o que???

    Deve dar até dó desses ai…

  9. nossa, se acham mario ds fácil…. vixi, to perdido! oO’
    não consigo terminar ele! hahaha
    meus dedos não são tão rápidos qto era na época do snes! hehehehe (tá, parei no mundo 8) 😀

    e pegar todas as moedas é MUITO difícil! oO’

    quero jogar esse mario!
    qdo sai mesmo nos eua?

  10. Eu não sinto falta dos games 2D do Mario, depois de ver tanta coisa mais desafiante, Mario 2D pra mim parece uma bricadeira de criança, divertido, mas pouco desafiante. Esse game esta parecendo mais um spin off do Mario que uma aventura do Mario em si. E o que fazia a dificuldade dos games de Mario não era o game design, e sim a habilidade do jogador. O game era mais acessivel por ter uma jogabilidade simples e intuitiva (andar pra direita e pular nos inimigos e cruzar obstaculos) e dependendo de como cada um jogava ele podia ser fácil ou extremamente dificil. Lembro que minha irma mais velha adorava o SMB3, mas não conseguia passar da segunda fase. E eu, mais novo e menos experiente, conseguia chegar bem longe.

  11. Eu acredito q a decisão de so oferecer o recurso depois de 8 mortes foi um acerto.

    Isso nao significa necessariamente q o jogo é dificil.

    Isso apenas significa q o jogo desencoraja o uso desse recurso, simples assim. =)

    @Flavio aí em cima, sua irmã seria uma das q mais utilizaria esse recurso hein xD~

  12. ah:

    [“(…)o primeiro game Mario bidimensional desde 1995, quando foi lançado Super Mario World 2: Yoshi´s Island.”]

    Eu não acho q vc deveria Desconsiderar o “OLD New Mario Bros” hein! (q caca de trocadilho XD)

    E não venha dizendo q é por que é de um portatil. É videogame do mesmo jeito. Pra mim, essa separação “Console-portatil” não existe. =P

  13. Não prescisa juntar Flávio.
    Serão 5 vidas de inicio.
    Com isso ela morre as 5 vezes, da um “Continue” e morre mais 3.
    Assim ela poderá usar o sistema.

  14. Estou ansioso pelo novo mario, com ou sem sistema de ajuda. Não tenho vergonha de dizer que, se o jogo for mesmo casca grossa, usarei essa ajuda sim!

    O que vendeu milhões até hoje nos marios 2D não foram os gráficos ou o mario em si, mas a simplicidade, a diversão, a inocência e as muitas horas de diversão que o jogo podia nos proporcionar.
    Acredito que parte disso se perdeu no 3D, o que é opinião pessoal minha, e espero poder ver um pouco disso de volta nesse novo jogo, como aconteceu na versão DS.

    Sobre a tal ajuda, nunca entendi esse povo rardecóre. Até a época do snes (jogo desde o master system) , se um jogo era fácil ou pouco desafiador, ignorávamos. Jogávamos algo como contra, super gouls and ghosts ou castlevania, que pelo menos nos ocupavam por um tempo.

    Não perdíamos mais tempo em fóruns e blogs enchendo a paciencia do que jogando algo que nos divertisse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *