Bad Trip: Winning Eleven DS

Saudações aos gregos e troianos.

Voltamos com a infame seção Bad Trip e sua infinita roda de humilhações perpétuas aos jogos ruins e infelizes. Desta vez trouxe um título até bastante recente, o grotesco Winning Eleven: Pro Evolution Soccer 2007, na versão despejada para o portátil Nintendo DS. Texto do meu amigo Jvguedes. Até a próxima postagem.

Meu pai sempre me ensinou a desconfiar de qualquer promoção boa demais, porém mesmo com tais conselhos eu pequei. Acreditei que um jogo para Nintendo DS por apenas nove dólares era uma pechincha sem igual, ainda mais se tratando de uma franquia marcada pela excelência. Minha pobre inocência acarretou em uma das maiores furadas que já entrei, o nome do pecado é: Winning Eleven: Pro Evolution Soccer 2007 (Winning Eleven DS na versão japonesa).

Na verdade o jogo vale exatamente o que eu paguei, nem um centavo a mais. Winning Eleven para o DS é um verdadeiro retrocesso para a série. Veja bem, minha intenção aqui não é, nem nunca foi, tratar com delicadeza o jogo dizendo que ele está abaixo da média, ou melhor, que decepcionou os fãs. Não, tais observações não fazem jus a sua ruindade. Temos que ser sinceros com esse aqui.

Primeiramente chamo a atenção dos jogadores que mais parecem soldados de chumbo jogando futebol. A sensação de movimento deles é tão marcante quanto um headbanger – vulgarmente chamado de metaleiro – dançando lambada: duros e sem ritmo algum. (devo deixar claro de que não é elogio dizer que alguém dança bem lambada) A jogabilidade é tão porca que em muitas horas fica impossível definir se eles estão realmente jogando futebol, patinando no gelo ou brincando de cabra cega.

Dizer que o som é ruim seria delicadeza. A torcida mais parece um bando de zumbis gemendo, a narração apenas diz GOAL e a ação possui uns ruídos que não lembram nada. Um jogo de futebol sem a narração de Jon Kabira não é um jogo completo. A inteligência artificial é uma lamentação, uma ofensa aos programadores ao redor do mundo. Outro aspecto técnico que chama atenção pela falta de qualidade são os gráficos, mas esses eu prefiro nem falar para evitar palavrões.

Absolutamente nada aqui corresponde a metade da capacidade do pequenino portátil da Nintendo. Aliás, durante a jogatina quase me esqueci que o console possui uma tela sensível ao toque, pois nesse jogo essa tecnologia serve para absolutamente nada relevante. Ainda para contribuir, o modo multiplayer obriga ambos os jogadores a comprarem o cartucho para jogarem descentemente, algo que nunca acontecerá, pois o único otário que adquiriu o jogo fui eu.

Enfim, já estava com saudades de ridicularizar um jogo, pois ultimamente resolvemos perder nossos tempos jogando apenas games bons como Shinobi III e Ninja Gaiden. Que desperdício não? Acredito que todos deveriam dedicar ao menos meia hora do dia para apreciar essas aberrações da indústria do entretenimento eletrônico. Imagine o que seria do mercado se todos os jogos fossem bons?

Finalmente finalizo essa matéria implorando aos leitores desse distinto Blog que fiquem longe de promoções estranhamente interessantes e do Winning Eleven para Nintendo DS. Caso desejem um bom jogo de futebol para portátil, por favor, comprem um PSP e façam bom proveito. Caso contrário, vá para o clube jogar com seus amigos.

João Vitor Guedes – Loading Time

Publicado originalmente em 17 de outubro de 2007

4 thoughts on “Bad Trip: Winning Eleven DS

  1. Realmente concordo com essa materia,é um jogo mau feito,com graficos toscos e jogabilidade porca…
    E alias o melhor jogo de futebol de todos os tempos é o Super Star Soccer (DELUXE) do SNES 😛

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.